terça-feira, 28 de julho de 2009

Feliz Aniversário Palavra Escrita!

E o amanhã chegou!!! E com ele, mais um aniversário!
*
Hoje o PALAVRA ESCRITA completa 3 anos!

Confesso que não esperava chegar a esse número! É um grande feito, especialmente se pensarmos que o blog começou, assim, timidamente, com a desculpa de ser apenas um exercício de escrita. Hoje, o Palavra Escrita é um espaço para falar das coisas que mais gosto: Literatura, quadrinhos, ideias pessoais e textos variados.

Além disso, o blog tem ganhado leitores. E isso eu não esperava mesmo! Claro que todo mundo escreve para alguém ler, mas nunca pensei que os meus textos seriam lidos, comentados e, principalmente, que fossem citados e que se tornassem objeto de inspiração e de aula!

Em 2008, vai ao ar um texto, cujo desejo era a busca do texto perfeito
. Referindo-se à escrita, ou melhor, a dificuldade de escrever, comento que “não importa o que escrevo, a paixão pela escrita está sempre presente”. E continuaram por muito tempo! Mesmo sofrendo da preguicite aguda, escrever é minha mola propulsora, que me trás leveza de corpo e de alma.

E que impulsionou também Thamirys Ibiapina. Estudante de jornalismo da UFPI, o texto de 4 de janeiro de 2008 lhe deu a “ideia por onde começar” a reportagem que produziria para o seu curso. Meses depois, ela retorna ao blog para avisar o resultado do trabalho: 9,2! Lembro-me de um outro leitor, Walter, ter-me parabenizado por ajudar a “menina”. Foi, sem sombra de dúvida, uma sensação maravilhosa! Saber que um texto meu tinha inspirado o surgimento de outro texto, causou-me uma felicidade indescritível!

De repente, notei que o Palavra Escrita tinha um público leitor, que mesmo sem comentar muito, frequentava o blog, lendo-o sempre. Isso significa que ele tem um lugar neste mundão chamado Internet. Claro que é um espaço pequeno, mas ainda sim, é o meu espaço! Porém, em maio deste ano, o lugar ao sol ganhou uma dimensão maior e alcançou novos horizontes.

“Cláudia, muito bom visitar seu blog e lê-lo!
Eu sou colunista de um site sobre literatura e cultura, estava passeando por aí lendo e vim parar em seu blog para poder terminar a postagem de minha coluna dessa semana, meu tema tinha sido escolhido já: antítese e paradoxo. Eu tinha escolhido o soneto de Camões para paradoxo, mas resolvi procurar um texto sobre as diferenças e encontrei em seu blog. Não vou colocar seu texto na íntegra, pois eu tinha alguns itens aqui escritos para o artigo, mas farei menção do link onde pesquisei, no caso, seu blog [...]”


A autora do comentário acima é de Tatiana Monteiro. Colunista do Proseando
, publicado no site Parada Lésbica, ela me pede autorização para usar o texto Quando a antítese se torna paradoxo, postado em dezembro de 2008. Nele, revelo o quanto era contraditório os sentimentos que sentia em relação aos meus alunos queridos (3º EM C), que se formavam naquele ano. E o que era para ser apenas uma homenagem carinhosa, transformou-se em pura emoção.

Ao ler o texto Tão contrário a si o mesmo amor,
da Tatiana, senti uma alegria tremenda. Foi um misto de encantamento com lisonjeio. Enfim, foi maravilhoso ver parte do meu texto ali, citado e comentado. Senti-me a própria Clarice Lispector, sendo referida!

Entretanto, além da Tatiana e da Thamirys, que usaram o blog, soube ontem, que a postagem Usar aparelho odontológico é...
foi a aula! Ou seja, o texto virou atividade da aula de informática do Léo, amigo de msn. Nem preciso dizer o quanto eu fiquei contente e ao mesmo tempo surpresa com o uso, contudo, não poderia estar mais feliz!
*
Na verdade, é difícil descrever o que esses fatos realmente significam. Porém, eles indicam que estou no caminho certo! O Palavra Escrita deu certo! Pode não ter o sucesso de público e de comentários, mas ainda sim, todo o trabalho dedicado a ele, vale a pena!

E neste terceiro aniversário, quero agradecer o carinho de todos que, mesmo não comentando, visitam e leem o blog! Porque sem leitor não há escritor, e sem ele, não há vida!

Obrigada!

4 comentários:

Tatiana Monteiro disse...

Hoje venho aqui com calma e não se expressar tamanha alegria por fazer parte do Palavra Escrita de alguma forma, ou melhor, da história da vida do Palavra Escrita.
A vida reserva surpresas e dentre as melhores foi estar aqui presente e fazer com que você, Cláudia, se tornasse presente com seu maravilhoso espaço.
Não tenho palavras, vou fazer como Drummond e procurar a chave em "A procura da poesia".
Enfim, para um blog em que a palavra é escrita, a poesia está em cada entrelinha!
Beijos e parabéns, que a cada dia o Palavra Escrita alce vôos mais longos como Fernão Capelo Gaivota que sempre foi atrás de seus objetivos.

Cláudia Dans disse...

Tatiana!

Muuuuuuuuuito obrigada pelas palavras tão carinhosas! E por estar presente, constantemente, aqui como leitora e como amiga querida!

beijos!!!!!como

Léo disse...

Ae! Legal ser citado e ter contrubiudo pra essa realização, mesmo que de forma pequena.

E é bem verdade isso que disse, eu mesmo comento muito pouco, mas costumo dar uma olhada aqui com certa frequência.

Parabéns e muito mais tempo de vida!

Cláudia Dans disse...

Oi Léo!!!!

gostou da citação, né? obrigada pelo carinho, pelos parabéns e por colaborar também!

beijos