quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Feliz Ano Novo!

É Ano Novo! O relógio diz que não! Mas em meu coração, o ano novo já começou! Começou repleto de felicidade! Repleto de esperança! Repleto de alegrias!




O céu que era escuro, agora é claro. Iluminado. É possível ver a aurora... a aurora do novo dia! Do Novo e Feliz Dia!



Feliz Ano Novo! Feliz Ano Feliz!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

E que venha a Nova Década!

Ano Novo, Vida Nova!

Dito mais do que popular, ele resume muito bem o valor que atribuímos ao início de um novo ano. Porém, não celebraremos apenas a virada de um novo ano, e sim, o começo de uma nova década! O ano será 2010!
Antes que alguém pergunte, já antecipo a resposta. Uma nova década sempre começa no zero. Logo, se o ano é 10, significa que teremos uma nova década.

E o que podemos esperar dessa nova década, que surge junto com o novo ano? Mais progresso? Mais crise? Mais violência? Mais paz? Mais corrupção? Mais ética? Mais ...

Impossível dizer! Obviamente, os inúmeros especialistas dirão que será um ano bom para economia, para política, para tecnologia, enfim, será um bom 2010. Entretanto, por mais que pense positivo, o pensar negativo sempre aparece! Ainda mais diante dos inúmeros escândalos, que parecem sempre se superar cada vez mais!

Mas e a década passada? Dizem que olhar para o passado, permite deslumbrar o futuro, comenta o leitor. É verdade. Por isso que temos aulas de História: lembrar o passado nos faz olhar o futuro.

Olhemos o passado, então! E vejo que ele foi ótimo! Muito produtivo, muito criativo e com várias realizações. São elas: entrei na faculdade e a concluir maravilhosamente. Fiz grandes amizades! Amizades para uma vida toda, e para a próxima também! Viajei! Caminhei! Mudei! Mudei de casa e de vida! Conquistei lugares, ainda que virtuais! Enfim, foi feliz! Muito feliz!

Na verdade, estou muito feliz, pois encontrei, ao longo de todo o percurso, coisas que não imaginava e que imaginava também! E hoje, ao olhar para trás, noto que cresci, amadureci e progredi. E continuo a fazer isso, sem medo de errar! A certeza de que serei feliz é maior que o fracasso! Claro que há o medo, o receio, a dúvida, porém, prefiro persistir, seguir, insistir na única coisa que sei fazer: acreditar sempre no melhor, ainda que o melhor esteja profundamente longínquo e inteiramente apagado!
Feliz 2010!
Feliz Nova Década!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Reflexões de final de ano!

Faltam alguns dias para o final do ano ou para o inicio do ano? Penso que faltam alguns dias para refletir o ano!

Já é tradição, pelo menos para mim, parar e pensar como foi o ano ou pelo menos parte do ano (Para quem não sabe, em julho, sempre posto as “Reflexões de meio de ano”). E como foi a segunda metade de 2009? Numa só palavra: Ótimo! Porém, uma só palavra não descreve tudo. Preciso de muitas e muitas palavras.

Definitivamente, 2009 foi um ano tranquilo em vista de 2008. Os problemas continuaram a fazer parte do cotidiano assim como as cobranças, as perturbações, os caderninhos... Porém, esses abacaxis foram administrados e encarados, e mais do que isso, eles foram revelados.

O convite surgiu em janeiro, durante um almoço animado entre várias amigas. A ideia era analisar as apostilas da rede pública de ensino e depois divulgar os dados, provavelmente, num congresso. A luz se fez naquele instante! Era como se toda a escuridão tivesse desaparecido! 


Finalmente eu iria falar o que sentia! Eis que setembro chega e com ele as flores e a oportunidade de dizer o que foi 2008! O que foi a proposta de reformulação do currículo de língua portuguesa feita pela secretaria estadual de ensino. O que foi quase desistir no meio do caminho...

E o Congresso de Licenciaturas da Universidade Presbiteriana Mackenzie aconteceu. E foi melhor do que imaginei! O congresso deu certo, o minicurso deu certo, a parceria deu certo! Tudo deu maravilhosamente certo! Além disso, foi a chance de reviver antigas situações. Durante os três dias de evento, voltei ao velho prédio da graduação. E voltei a trabalhar com a Bia (Só faltou a Jô!).

Confesso que a sensação foi uma mescla de estranhamento com emoção. Tudo tinha mudado, mas tudo está igual. Todos estavam diferentes, mas todos estavam... iguais? Não sei definir com precisão o que foram aqueles três dias. Porém, sei que tudo isso foi ótimo! Porque pude reorganizar ideias, retomar projetos, repensar sonhos! De repente, o que parecia estar esquecido, ressurgiu. Ressurgiu com mais força e clareza, pronto para conquistar o mundo!

E é o mundo que tenho conquistado desde novembro deste ano. Inesperadamente, assim como em 2008, recebo um e-mail. Nessa mensagem eletrônica, Tatiana Monteiro, autora do Proseando, convida-me para ser colunista em seu site Prosa em Verso. O assunto da coluna seria Literatura. Por um minuto, achei que estava sonhando, mas não. Era realidade. Uma realidade que nunca me passou pela minha cabeça, pelo menos não por estes dias!

Desde então, além de apaixonada por Literatura e dona do Palavra Escrita, sou também colunista. Uma colunista inexperiente, diga-se de passagem, mas felicíssima com o Conversa Metafórica! e com o projeto todo. Realizei um sonho e apesar do medo de falar besteira (Estou distante anos luz de Antonio Candido e Roberto Schwarz), estou aprendendo muito! Além de estar adorando muito também! Entretanto, que um fato supera todos esses acontecimentos, no quesito provocar fortes emoções!


* * *

O dia amanheceu com sol, mas logo a chuva aparece e o leva embora. Porém, ela não foi capaz de esfriar o calor e a alegria que sentia. É curioso pensar, que há exatos 3 meses e vinte dias, não conseguia escrever devia a grande felicidade.

O mês era setembro. O mês das flores. O mês da primavera. E é também o mês da Livia! Uma linda menina, de pele branquinha e grandes olhos azuis. Primeira filha, primeira sobrinha, primeira neta, primeira criança. Primeira descendente. Continuação. Legado. Futuro.

O nascimento da Livia, com certeza, foi um grande evento. Na verdade, continua sendo um grande fato. Cada sorriso, cada choro, cada gritinho, é motivo de festa. Até os barulhos mais inconvenientes causam, digamos assim, a alegria do povo! Estranho, não? Mas isso não importa muito, o importante mesmo é a sensação de felicidade constante. Tal sentimento não acabou e provavelmente não acabará tão cedo. E mesmo que sua chegada tenha ultrapassado todos os outros acontecimentos que citei, a Livia veio para iluminar o inicio de um novo ano.

Porque toda nova jornada exige luz. Iluminação. Claridade. E definitivamente, 2009 foi assim e 2010 continuará assim também: Lividamente Límpido e Iluminado!

domingo, 20 de dezembro de 2009

Um Feliz Natal!!!!



Repleto de saúde, de paz e de alegrias!!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Cartinha para o Papai Noel!

Querido Papai Noel,

Este ano, fui uma boa moçinha. Fui também estudiosa e responsável. Não faltei um dia sequer na escola, com exceção dos dias que forças maiores me impediram.

Além disso, fui obediente. Na verdade, fui mais ou menos obediente, especialmente na escola. Mas cobri o meu plano: fiz todo mundo ler Machado de Assis mesmo eles preferindo ler Paulo Coelho.

Agora para 2010, não quero muito coisa não. Segue lista:

Ter um gordo aumento de salário!
Ter uma bela diminuição de trabalho, principalmente, o trabalho burocrático como preencher ficha para explicar porque fulano foi reprovado!E que os alunos voltem das férias em 2010 doidos para estudar (Tudo bem! Aceito alunos interessados!).
Aumentar o número de comentários no blog Palavra Escrita e, se possível, na coluna Conversa Metafórica! (Não custa pedir, né?)!
E ter só ótimas ideias para os meus textos no blog e na coluna!
Receber só boas notícias!
Ganhar na Mega Sena acumulada sozinha!
Mas antes disso, saber quais os números que devo jogar para ganhar na Mega Sena sozinha!Descansar muito nos finais de semana!Viajar muito nos finais de semana!
E viajar sempre de primeira classe!
Animo para aguentar os alunos reclamando que o texto é difícil, entre outras coisas.

Por enquanto é só! Caso me lembre de mais alguma coisa, eu lhe escrevo! Ah, sobre escrever para o senhor. Como os meios de comunicações estão muito avançados, e carta já está mais do que ultrapassada. Vou enviar a minha listinha para o seu e-mail, Papai Noel. Mas surgiu uma dúvida: qual é o seu e-mail, mesmo?

Abraços,
Eu!



PS: Papai Noel, na minha casa não tem chaminé? Serve sacada? Ou o senhor consegue subir 64 degraus?

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Lançamento: Retratos em Clarice Lispector

O Palavra Escrita tem o grande prazer de convidar seus leitores e amigos para o lançamento do livro Retratos em Clarice Lispector – Literatura, pintura e fotografia, de Ricardo Iannance.
*

*

Apresentado originalmente como tese de doutorado, em 2004, esse livro é uma ótima oportunidade de descobrir mais sobre Clarice Lispector.

O lançamento acontece dia 15 de dezembro, na Livraria da Vila - Fradique, das 18h30 às 21h30.

*
Altamente recomendável!