quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Diário de um TCC: dia 3

Teste mais ou menos rápido!

 

Quantos livros são necessários para se fazer um TCC?

 

  

 

 


Quantos você conseguir ler.





PS: a quantidade pode aumentar! :P
 

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Dia do Quadrinho Nacional!

 
 
 
 
 


terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Diário de um TCC: dia 2

É sábado. Um calor tremendo, quase insuportável. Para refrescar a mente e, quem sabe, a alma, você resolve tomar um sorvete. Diante da bancada repleta de sabores, você começa a ponderar, a pensar, e depois de muitos minutos escolhe o sorvete que vai tomar.
 
 
Claro que a situação acima é fictícia, especialmente para o tempo de hoje (que frio!!), porém, ela tem a ver com o escolher o objeto de estudo de um TCC. Ainda que escolher o sabor do sorvete não tenha muita relação com a escolha do tema do TCC, as duas situações têm um ponto comum: o sabor ou o objeto de pesquisa foram escolhidos a partir de motivos particulares ou não.

 

 
O que me motivou estudar Clarice Lispector e o conto “O ovo e a galinha” foi, além da curiosidade pelo texto, o fascínio que a autora e sua obra despertaram em mim. E despertou em tantos outros estudiosos, como o meu antigo professor de Literatura, Ricardo Iannace.
 
E agora, por que estudar Bernardo Carvalho? Não seria mais fácil continuar com Clarice? É obvio que seria muito mais prático, simples, estudar Clarice Lispector uma vez que já conheço (um pouquinho, né?) sua escrita, seus textos. Porém, quando a curiosidade surge, fica difícil manter-se no caminho original.
 
 
Sim, a resposta é boba! Mas, não foi só a curiosidade que pesou, outros elementos contribuíram para escolher Bernardo Carvalho. São eles: a exaltação da ficção, a presença do mistério policial, a ficcionalização do real e a reflexão do fazer literário assim como do valor literário.
 
 
 
Claro que não há só essas questões, mas entre estas, uma tem a minha atenção: o fazer literário e como isso aparece no corpo do romance. E isso me atrai mais que sorvete de chocolate (mentira, eu adoro chocolate e literatura!). Adoro descobri como o autor elabora seus textos, assim como adoro saber como se fabrica barras de chocolate.
 
É obvio que os motivos são mais pessoais do que públicos, porém, ao escolher um objeto em detrimento de outro envolve interesses particulares, além dos coletivos, porém é a partir de um desejo seu, de uma curiosidade sua, que surge as soluções e as respostas para o mundo.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Diário de um TCC: às vezes é preciso parar um pouco

Quem acompanha o Palavra Escrita sabe que paro muito, ou seja, não atualizo constantemente o blog. E geralmente, faço isso sem aviso prévio. Mas às vezes eu informo que vou parar... um pouco. Outra coisa que não costumo fazer também é comentar fatos importantes que acontecem, a não ser que tenha relação com Literatura.
 
Porém, diante do que ocorreu na madrugada de ontem, em Santa Maria/RS resolvi parar um pouco. Quando acontecem tragédias como essa é impossível não se emocionar, não se comover, não se revoltar, não chorar.
 
A diversão transformou-se em desolação. A animação transformou-se em desespero. A comemoração transformou-se em tristeza. A música já não toca mais. O único som que se escuta agora é a do choro de inúmeras famílias que perderam seus filhos e filhas, seus pais e mães.
 
Hoje dedico este espaço às vítimas, em sua grande maioria estudantes da UFSM, que assim como eu também estavam pesquisando e provavelmente escrevendo seus TCC´s, e que infelizmente tiveram suas vozes sufocadas pela fumaça negra do incêndio. Espero, porém, que o silêncio forçado de tantas ideias transforme-se em energia para que fatos como esse nunca mais se repita. E que a balada do fim de semana seja apenas uma balada de fim de semana.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Diário de um TCC: dia 1

Domingo frio e chuvoso em São Paulo. Nem parece verão e sim um friozão. Mas independente do clima, lá vamos nós fazer o nosso TCC, cujo assunto é: LITERATURA.
 
Por mais que eu tente seguir por outro caminho, a Literatura sempre me atrai, sempre me seduz... tornando-se impossível não estuda-la! Foi assim na primeira monografia, em que estudei o conto “O ovo e a galinha”, de Clarice Lispector. E é assim nesta, em que pesquiso o romance de Bernardo Carvalho O sol se põe em São Paulo.
 
O que há em comum entre os dois TCC: ambos são sobre Literatura. E mais do que isso, ambos são sobre Literatura Brasileira, e Literatura Brasileira Contemporânea. Alguns dirão que Clarice é da 3º geração Modernista e que Bernardo é Contemporâneo. E já outros dirão que os dois autores são da chamada Literatura Pós-Moderna Brasileira. Mas a questão aqui não é de que momento literário eles são, mas sim por que os escolhi como objeto de estudo.
 

 
Imagem do Museu da Língua Portuguesa/São Paulo

 
No posto anterior disse que realizar um TCC é dar uma resposta para um problema. E qual seria o problema destes dois autores? São difíceis de ler? (Para quem não gosta de ler deve ser mesmo, né leitor detesto ler literatura). A questão não é a leitura, e sim o quanto da reflexão do fazer literário está presente nas obras destes dois escritores.
 
 
 
 
In: A legião estrangeira. Ática
 
 
Ainda que tenha sido motivada por uma coisa simples que era lecionar espanhol e analisar a presença do fantástico espanhol no conto clariciano poderia ser a porta de entrada; à medida que estudava, lia e relia o “O ovo e a galinha”, percebi que ali não estava só um universo repleto de magia, de maravilhoso e de fantástico. Aquele conto, que recomendo e que pode ser encontrado facilmente na internet; era a reflexão de um trabalho, o do fazer Literatura.
 
 
Passado dez anos, estou eu aqui novamente perseguindo o fazer da Literatura. Porém, não mais no conto, mas sim no romance. Não mais Clarice, mas sim Bernardo.
 
 
 
E como escolhi Bernardo Carvalho como objeto de estudo? Isso eu deixo para a próxima postagem, pois agora eu vou estudar! Até lá!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Diário de um TCC

Trabalho de Conclusão de Curso ou TCC é um trabalho acadêmico obrigatório em quase todas as graduações e pós-graduações, além de ser exigindo nos cursos técnicos (leia ETEC) também. O TCC é, em linhas gerais, a resposta para um problema, ou seja, você irá pesquisar um tema de seu interesse e esta investigação será apresentada na forma de uma monografia.


É importante dizer que este trabalho deve respeitar uma serie de normas como ABNT, no que se refere à formatação da monografia; assim como na própria estruturação do texto que deve apresentar introdução, desenvolvimento e conclusãoLendo isso, pode parecer simples, fácil! NÃO! Não é fácil! Especialmente se você nunca fez um TCC. Agora se você já fez um, a situação torna-se um pouco mais simples! (será?)
 
 
 
 
Esta que vos escreve já escreveu uma monografia. E isso aconteceu em 2002, 2003. Foi um trabalho intenso, estressante, mas, admito, foi bom. Muito bom! Tenho por este TCC, ou TGI (Trabalho de Graduação Interdisciplinar), um grande carinho. Costumo dizer que ele é o meu bebê, pois seu nascimento se aproximou muito de uma gravidez. Porém, foi uma gravidez de ideias, de palavras.
 
 
 
 
Agora, passado dez anos (nossa!) aqui estou eu escrevendo mais um TCC, mais uma monografia e como na primeira vez com o mesmo assunto: LITERATURA. Mas há uma pequena diferença: vou registrar aqui no Palavra Escrita o percurso de escrita deste TCC e, se eu não ficar louca antes (rsrsr), comentar sobre a primeira monografia.
 
 

 
Espero sinceramente que este diário me ajude a não enlouquecer e, principalmente, a mostrar que escrever é um trabalho que exige pesquisa, estudo, concentração e muita paixão!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Sampa, Caetano Veloso

Já postei esta música, mas sinceramente, ainda não escreveram uma música que melhor retrate a maior cidade da América Latina!
 
 
 
 




São Paulo, Feliz Aniversário!!!!





Vídeo de Bruno Liziero, publicado em 23/08/2010, em homenagem à São Paulo.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Vamos começar 2013 dançando!


 E a primeira compra do ano não poderia ser mais dançante!
 
 

 
Madonna Celebration Warner Bros Records



Cresci ouvindo Madonna! Até dançei La Isla Bonita na escola! (pena não ter nenhuma imagem da época! rsrsrs) Logo ouvir seus maiores sucessos é voltar no tempo e ao mesmo tempo se divertir! E que 2013 seja um ano divertido! para todos!
 
Então, vamos dançaaaaaaaaaaaaaaaa!